Círculo Cromático: Aprenda a Usar a Roda de Cores e Fazer Lindas Combinações

Você já ouviu falar no círculo cromático? Sabe para que ele serve? Para compreender melhor este instrumento usado em diversas áreas como o marketing, arquitetura, no design e também na moda, vamos trazer um pouquinho de história. 

A primeira versão do círculo cromático ou roda de cores foi criada ainda no século XVII pelo físico Isaac Newton, a partir da descoberta de que as cores têm um comprimento de onda, por meio de um prisma. A luz branca, ao passar pelo prisma, se divida em sete cores (as sete cores do arco-íris).  

Anos mais tarde, o físico Thomas Young iria descobrir que seria suficiente reunir as três cores verde, vermelho e azul para compor a luz branca. Essas cores ficaram conhecidas como as cores primárias, a partir das quais todas as outras derivam. 

Após esta desta descoberta, o escritor alemão Johann Wolfang Goethe foi o primeiro a desenvolver um círculo cromático com o objetivo de relacionar de alguma forma as principais cores que conhecemos

Ele utilizou as três cores primárias e as três cores secundárias (laranja, roxo e verde, resultantes da mistura das primeiras). Interessante, não é mesmo? 

Então nos acompanhe e aprenda como fazer lindas combinações a partir desta importante ferramenta.

O Que é o Círculo Cromático

Círculo Cromático
Círculo Cromático

Foi o pintor e escritor suíço Johannes Itten que criou a versão do círculo com 12 cores que conhecemos hoje. 

Ele adicionou as misturas das três cores secundárias, resultando no vermelho arroxeado, vermelho alaranjado, amarelo esverdeado, amarelo alaranjado, azul arroxeado e azul esverdeado.

Para alguns profissionais, o correto é utilizar as cores primárias adotadas pelo padrão RGB: ciano, magenta e amarelo. A partir de todas essas cores é possível criar um número infinito de combinações! 

Elas podem ser aplicadas em um projeto de design, na decoração da casa, na criação de uma peça gráfica ou até mesmo na combinação de looks no seu guarda-roupa. 

Ficou curioso? Então continue conosco, que vamos explicar a seguir como fazer essas combinações de maneira harmoniosa e com bom gosto.

Como Usar o Círculo Cromático

Há uma série de efeitos que é possível obter com o círculo cromático, criando combinações equilibradas para os seus projetos. 

Por exemplo, chamamos de harmonia monocromática quando utilizamos a mesma cor com diferentes saturações e luminosidades. Confira a seguir as propostas de combinações que podem ser criadas com o círculo cromático. 

Cores Complementares

Círculo Cromático - Cores Complementares
Círculo Cromático – Cores Complementares

Dentro do círculo, as cores complementares são as que se encontram do lado oposto. São as cores localizadas exatamente na extremidade e, dentro das opções do círculo de 12 cores, são as combinações que proporcionam maior contraste. 

A opção se dará entre uma cor quente e outra fria. O amarelo e o roxo são exemplos de cores complementares. Essa composição transmite informalidade, ousadia e criatividade.

Cores Análogas

No caso de uma combinação de cores análogas, você escolhe uma cor principal do grupo e as cores que estão localizadas do lado direito e do lado esquerdo. No caso do amarelo, suas cores análogas são o amarelo esverdeado e o amarelo alaranjado. 

Essa forma de combinação é bastante usada em composições de degradé, em que as cores vão mudando de tonalidade aos poucos. Ao pular uma cor, você cria combinações elegantes e com pouco contraste.

Cores Triádicas

Para escolher cores triádicas, você pode utilizar um triângulo com três lados do mesmo tamanho e colocar dentro do círculo. Neste caso, serão selecionadas três cores equidistantes – com a mesma distância – entre si. Uma, invariavelmente, será a cor dominante. 

Este efeito produz muito contraste, porém, sem perder a harmonia. No caso da decoração de algum ambiente da casa, por exemplo, você pode escolher a cor dominante como a tonalidade principal e usar as outras duas para os detalhes que irão compor o seu projeto. 

No círculo cromático, um exemplo de combinação triádica seria o vermelho arroxeado, o azul esverdeado e o amarelo alaranjado. Saiba que quanto maior a quantidade de cores, maior a informalidade na composição.

Cores Complementares Divididas

A combinação de cores complementares divididas já não é assim tão vibrante como as combinações citadas acima. Trata-se aqui de uma combinação de três cores também. 

Neste caso, ao invés de escolher a cor complementar (ou oposta) direta de determinada tonalidade, se escolhe as duas cores complementares adjacentes. Se escolhermos o vermelho como cor principal, outras duas cores serão o verde amarelado e o verde azulado. 

Cores Tetraédricas

Na geometria, um tetraedro nada mais é que uma pirâmide com quatro faces triangulares. 

Ao inserir este tetraedro (de maneira figurada, é claro) dentro do círculo cromático, conseguimos selecionar dois pares de cores complementares, o que permite um grande número de combinações. 

Aqui, se as quatro cores forem utilizadas, a combinação pode ficar um pouco desequilibrada. Por isso, se opta por escolher uma das cores para ser a cor dominante. 

Cores em Quadrado

A combinação de cores em quadrado harmônico dentro do círculo cromático proporciona uma combinação bastante vibrante. Alguns exemplos de combinações de cores em quadrado:

  • Azul, vermelho, verde e laranja;
  • Laranja avermelhado, amarelo, ciano e roxo.

Bônus: Entenda o que é saturação

Saturação de Cores
Saturação de Cores (créditos na imagem)

Existe a possibilidade de realizar outras formas de combinações para o seu projeto, seja ele de decoração, design gráfico ou para a criação de algum produto, utilizando o círculo cromático.

Para isso, é preciso entender o conceito de saturação. Quanto mais mistura de tonalidades houver na composição, menos saturada será a cor. Assim, o contrário também é válido. 

Quando há uma alta saturação, as cores são mais fortes, intensas e luminosas. As cores mais saturadas carregam emoção e transmitem ousadia e extroversão. Já as cores com menos saturação, são mais esmaecidas, porém transmitem maior sutileza e elegância. 

E então, gostou de saber um pouco mais sobre o círculo cromático e a sua aplicação para a criação de combinações criativas e de bom gosto? É menos complicado do que parece, não é mesmo? 

Esperamos que todas essas formas de combinação tenham despertado o seu lado mais criativo e você esteja preparado para realizar maravilhas com a roda das cores!

Qualquer dúvida, deixe um comentário abaixo para a nossa equipe.


FAÇA UM COMENTÁRIO